terça-feira, 5 de outubro de 2010




Abri os olhos e vi. Vi que nem em mim mesma posso acreditar.
Eu me enganei... Me enganei da forma mais estúpida que um ser humano pode se enganar.
Pensei que pudesse mais do que a minha alma. Se é que você me entende.
Assegurei-me em meu corpo e segui caminhos sozinha.
Comecei histórias fantasiadas em uma vida que não era minha. Virei um personagem que nem eu mesma conheço. Talvez eu conheça. Talvez todas essas personagens fossem quem eu realmente gostaria de ser.
Agora é hora de acordar, tirar a maquiagem dessa vida de mentiras.
Chegou a hora de dar fim a essa trajetória.
E creio que a melhor maneira seja voltando ao início, sim, vamos voltar.
Tirar de dentro de mim aquele choro que está encubado, arrancar do peito todos os berros, e palavras que de tanto tempo ali, já nem sabem pra onde ir.
E eu, que pensava que podia superar tudo, acredito que eu tenha pensado até mesmo que podia o impossível.. Afinal,eu venho tentando o impossível durante todo esse tempo e nem percebi.
Nem percebi que de nada adianta fugir e fingir. Todos aqueles problemas de alguma forma ou de outra eles virão ao teu encontro. Literalmente!
E você, não saberá como encara-los e fugira igual a todas as outras vezes.
E assim, seguira fugindo, fugindo,fugindo... Até se deparar com você sentindo pena de si mesmo, por não saber mais uma vez o que fazer!

M. PANDOLFI

Um comentário:

  1. Cara tu escreve muito, dá pra sentir a emoção nos teus textos, muito bom!!!

    ResponderExcluir